terça-feira, 21 de agosto de 2012

Eu sou... o que quero ser...

Um dia sou multidão...
No outro sou solidão...
Não quero ser multidão todos os dias...
Num dia experimento o frescor da amizade...
No outro a febre que me faz querer ser só...
Eu sou assim...
Sem culpas...

(Padre Fábio de Melo)

6 comentários:

  1. Perspectiva bacana da vida, uma voz de liberdade...

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. tbm te amo muito amiga e sogra do meu coração... volte sempre tá???? bjinhus

      Excluir